preload
jan 11
Fundect seleciona candidatos para a Agroescola

Fundect seleciona candidatos para a Agroescola

A Fundect (Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul) está com inscrições abertas para o Programa de Transferência de Tecnologia e Capacitação em Pecuária de Corte – Agroescola.

O edital indica parceria entre a Fundect, a UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), a Embrapa Gado de Corte e a Prefeitura Municipal de Campo Grande. A seleção vai filtrar 30 candidatos para o curso de formação e transferência de conhecimentos e tecnologias, formando multiplicadores de tecnologia em pecuária de corte.

Os trabalhos dos candidatos serão desenvolvidos na sede da Embrapa Gado de Corte, em Campo Grande (MS), e durante 12 meses cada um receberá uma bolsa mensal de R$ 550,00. As inscrições podem ser realizadas até o dia 4 de fevereiro pelo site www.fundect.ms.gov.br. Mais informações pelo telefone (67) 3316-6725.

Com informações do Correio do Estado

Tagged with:
jan 09
Exportações de carne bovina apresentam aumento de 60% em 2013. (Foto: Google Imagens)

Exportações de carne bovina apresentam aumento de 60% em 2013. (Foto: Google Imagens)

O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (Mdic) informou que as exportações de carne bovina in natura aumentaram 60% na primeira semana de janeiro, em comparação com as vendas do mesmo período de 2012.

Enquanto as vendas subiram de US$ 13,7 milhões para US$ 21,8 milhões por dia em 2013, o volume cresceu de 2,8 mil toneladas para 4,8 mil toneladas/dia, quantidade 68% maior.

O suco de laranja também apresenta aumento considerável, já que passou de US$ 7,8 milhões em 2012 para US$ 29,4 milhões/dia este ano, um incremento de 276,3%.

A balança comercial do agronegócio será divulgada em breve pela Secretaria de Relações Internacionais do Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento).

Com informações do Ministério da Agricultura

Tagged with:
dez 03
Produção de milho cresceu 27,1% no período. (Foto: Google imagens)

Produção de milho cresceu 27,1% no período. (Foto: Google imagens)

O setor agropecuário contribuiu 0,6% para o crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) no terceiro trimestre de 2012. Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o PIB do agronegócio cresceu 2,5% no período, na comparação com o segundo trimestre.

Comparando o resultado do terceiro trimestre de 2012 com igual período de 2011, o crescimento é de 3,6%. A presidente da CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil), Kátia Abreu, lembra que o período de entressafra explica a desaceleração do setor agropecuário entre o segundo (crescimento de 4,6% do PIB) e o terceiro trimestre do ano.

As produções de café e milho cresceram, respectivamente, 14,5% e 27,1%, contribuindo significativamente para o desempenho da agropecuária. Leia a íntegra da nota da Superintendência Técnica com avaliações para o PIB.

Com informações do Canal do Produtor

Tagged with:
nov 30
Ministério divulga dados da exportação antes do embargo (Chique na imagem para baixar os arquivos).

Ministério divulga dados da exportação antes do embargo (Chique na imagem para baixar os arquivos).

O embaixador do Brasil em Moscou e o Secretário de Defesa Agropecuária foram informados na última sexta-feira (23) que está suspenso o embargo russo às exportações de carne bovina, suína e de aves dos estados de Mato Grosso, Paraná e Rio Grande do Sul.

A equipe russa concluiu a análise dos documentos apresentados pelo Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) com informações do serviço sanitário brasileiro e fez o comunicado durante o encontro com o Chefe do Serviço Federal de Vigilância Veterinária e Fitossanitária da Rússia (Rosselkhoznadzor), em Moscou.

O secretário, Ênio Marques, explicou que todos os lotes de carne a serem enviados ao país europeu deverão acompanhar declaração confirmando a ausência de hormônio de crescimento. O embargo russo teve início em junho de 2011 e a retomada depende da habilitação específica de cada estabelecimento exportador, além do comunicado oficial da Rússia.

De agosto de 2011 a agosto de 2012, 26 frigoríficos localizados em outros estados brasileiros voltaram exportar carnes bovina, suína e de frango à Rússia. A tendência é de elevação nas exportações de carne em 2013, devido a retomada das comercializações com os russos e à expectativa de acordos com o Japão.

Com informações do Ministério da Agricultura

Tagged with:
nov 07
Brasil deve exportar carne bovina in natura para os EUA

Brasil deve exportar carne bovina in natura para os EUA

Os Estados Unidos, que já compram carne bovina termoprocessada do Brasil, devem abrir mercado para o produto in natura em 2013. O diretor executivo da Abiec (Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne), Fernando Sampaio, informou que o Brasil espera decisão do Departamento de Agricultura norte-americano (USDA, na sigla em inglês).

O diretor falou também das negociações ao término de 2012. “O volume de carne bovina exportada deve crescer pelo menos 10% e a receita também expandirá”, afirmou Sampaio. Até setembro, as vendas de carne bovina somaram US$ 4,166 bilhões, alta de 4,86% ante o mesmo período de 2011. Em volume, houve avanço de 9,74%, para 896,571 milhões de toneladas.

Com informações do BeefPoint

Tagged with:
out 30
Pecuaristas devem se adequar às leis ambientais e sanitárias (Foto: Genética Aditiva)

Pecuaristas devem se adequar às leis ambientais e sanitárias (Foto: Genética Aditiva)

Um projeto realizado pelo Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada/USP) em parceria com a CNA (Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil) reúne dados sobre os custos de adequação às leis ambientais e sanitárias que os pecuaristas precisam fazer nos estados de Goiás, Tocantins e Mato Grosso do Sul.

A Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul) sediou uma reunião com representantes do setor na sexta-feira (26), sugerindo a inclusão da legislação trabalhista no estudo.

De acordo com a assessora técnica Adriana Mascarenhas, o maior custo da pecuária está na mão-de-obra. A pesquisadora do Cepea, Gabriela Garcia Ribeiro, diz que o importante é ouvir as principais dificuldades e apontar como a legislação afeta a margem de lucro do produtor.

Os dados são analisados pelo Instituto Federal de Pesquisa para Áreas Rurais (VTI), um dos mais conceituados institutos de pesquisa agropecuária alemão. Além do Brasil, o levantamento de custos é realizado na França, Itália, Reino Unido e Argentina.

Com informações do Canal do Produtor

Tagged with:
out 23
Exportações de carne in natura tiveram alta em setembro

Exportações de carne in natura tiveram alta em setembro

Em setembro, o volume  de carne bovina in natura exportado chegou a 9,6 mil toneladas, aumento de 64% sobre as 5,8 mil t registradas em setembro de 2011. As negociações tiveram alta de 40,3% no período, somando US$ 42,5 milhões de dólares. Os principais compradores da carne sul-mato-grossense foram a Rússia (4,1 mil toneladas) e o Irã (1,1 mil t).

A economista e assessora técnica da Famasul (Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul), Adriana Mascarenhas, diz que o mercado externo deve continuar aquecido em outubro, devido aos avanços nas negociações com estes países.

No mercado interno, os preços dos cortes da carne bovina no varejo tiveram variação positiva em função do aumento do consumo no período. A maior alta foi do contrafilé, que apresentou variação positiva de 16% nesse mês de setembro. O preço pago ao produtor teve elevação.

Com informações da Famasul

Tagged with:
out 19
Rebanho brasileiro de bovinos soma 212,8 milhões de cabeças. (Foto: Genética Aditiva)

Rebanho brasileiro de bovinos soma 212,8 milhões de cabeças. (Foto: Genética Aditiva)

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou ontem (18)a Pesquisa de Produção Pecuária Municipal, que indicou aumento de 1,6% no rebanho bovino brasileiro entre 2010 e 2011, somando 212,8 milhões de cabeças.

O rebanho do Nordeste foi o que mais cresceu, tenho aumento de 2,9%. O do Sudeste cresceu 2,8%, e do Norte, 2,7%. A região Centro-Oeste se manteve líder na quantidade de bovinos, 34,1% do total.

Entre os estados, o Mato Grosso lidera o índice, abrigando 13,8% do rebanho, seguido de Minas Gerais (11,2%), Goiás (10,2%) e Mato Grosso do Sul (10,1%). Considerando os números por municípios, ocupam o pódio São Felix do Xingu (PA), Corumbá e Ribas do Rio Pardo (MS).

Quanto aos bubalinos, o acréscimo foi de 7,8% sobre 2010, totalizando 1,3 milhão de animais. No rebanho de suínos a alta foi de 0,9%, atingindo 39,3 milhões de cabeças. O número de ovinos teve elevação de 1,6%.

Com informações do Ministério da Agricultura

Tagged with:
out 18
Gado Girolando brasileiro atrai criadores indianos. (Foto: Genética Aditiva)

Gado Girolando brasileiro atrai criadores indianos. (Foto: Genética Aditiva)

Criadores indianos de gado leiteiro estão visitando o Brasil para conhecer o sistema pecuário e importar genética. Na tarde desta quarta-feira (17), Ramesh Rawal e Suresh Gokhale estiveram na sede da Associação Brasileira dos Criadores de Girolando, em Uberaba (MG).

Em consequência dos cruzamentos feitos na Índia nas últimas décadas, houve redução significativa do número de animais leiteiros puros, o que levou à queda na produção por vaca. Como o Brasil é considerado um pólo mundial de genética bovina, a intenção dos indianos é levar material brasileiro para melhorar a produtividade do rebanho daquele país.

Os visitantes trabalham na Baif Development Research Foundation, organização não-governamental que atua em prol do desenvolvimento sustentável da pecuária indiana. Durante palestra ministrada pelo superintendente técnico da Girolando, Leandro Paiva, os indianos conheceram o Programa de Melhoramento Genético da raça e o sistema de seleção animal.

Desde domingo no Brasil, Ramesh Rawal e Suresh Gokhale já visitaram as fazendas Calciolândia e Santa Luzia, centrais de inseminação e a ABCZ (Associação Brasileira dos Criadores de Zebu).

Com informações do Milk Point

Tagged with:
out 05
Comissão reunirá orientações no "Plano de Ação para a Febre Aftosa"

Comissão reunirá orientações no "Plano de Ação para a Febre Aftosa"

Representantes da comissão que vai elaborar o segundo volume do “Plano de Ação para a Febre Aftosa” encontraram-se em Goiânia para trabalhar no projeto. O grupo é integrado pelo Departamento de Saúde Animal do Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), pelo Serviço de Saúde Animal da Superintendência Federal da Agricultura de Goiás (SFA-GO) e pelos Institutos de Defesa Agropecuária de Rondônia e da Bahia.

O plano de ação, de cunho orientativo, consiste em um guia para solucionar crises relacionadas à febre aftosa e poderá ser utilizado tanto na prática, quanto no treinamento de profissionais da área.

O coordenador do grupo, Geraldo de Moraes, considera o plano importante para atender às demandas tipicamente brasileiras. “A versão será mais moderna e adequada à realidade do país”, afirmou. A equipe pretende finalizar o trabalho ainda este ano. Após definirem as diretrizes iniciais, o texto será discutido com equipes dos outros Estados.

Com informações do Ministério da Agricultura

Tagged with: